Total de visualizações de página

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

EU APADRINHO. E VOCÊ???


Ana Paula Valadão é uma das madrinhas da ATINI
.
Ela entendeu a importância desse ato de cidadania e de amor, e tomou a decisão de fazer parte do nosso programa de apadrinhamento.

Você também pode apadrinhar uma criança indígena sobrevivente de infanticídio e assim ajudar a escrever uma nova história para ela.
Através do nosso programa você empodera as famílias indígenas e assim elas têm dignidade e apoio para que possam defender a vida de suas crianças.

video video

Entre em contato conosco para saber como você pode ser tornar madrinha ou padrinho de uma das crianças atendidas pela ATINI.

www.apadrinhamento.atini.org

Seja uma voz pela vida

Os voluntários têm um papel social muito importante no cumprimento da missão da Atini. A proteção dos direitos das crianças indígenas não é uma causa limitada, que deve ser assumida por poucos, mas uma responsabilidade de toda a sociedade brasileira. Você pode
  • Apoiar o Movimento Indígena a favor da vida.
  • Acompanhar o que acontece com o Projeto de Lei, e cobrar das autoridades competentes.
  • Promover eventos e campanhas para envolver seus amigos, colegas de trabalho, familiares e sua comunidade com a causa. Disponibilizamos material produzido para esse fim.
  • Prestar serviços na sua área profissional, como saúde, odontologia, nutricionismo, educação, recreação, psicologia, fonoaudiologia, arte, artesanato, tradução, administração, contabilidade, informática, transporte, manutenção etc.
  • Assistir e divulgar o filme Hakani, que conta a comovente história de uma sobrevivente.
  • Fazer uma doação.
  • Apadrinhar uma criança e ajudar a transformar uma vida!

Nenhum comentário: